quarta-feira, 14 de abril de 2010

Aqui Jaz...




Fim de um sonho que eu tentei fazer acontecer para o resto da minha vida. Sim, porque era esse sonho que eu queria viver até o fim. Ficar velhinha vivendo o sonho, sabe? Fiz planos pra esse sonho...tantos planos...
Mas não deu.
Tentei de todas as maneiras possíveis e, praticamente, impossíveis para fazer com que desse tudo certo. Mas, por um deslize no meio do processo, por uma falha, uma pequena falha sem importância, arracaram o meu sonho de mim.
Todos os meus planos mirabolantes para realinhar as órbitas dos planetas, não deram em nada. E eu, que era incansável, cansei. Entreguei os pontos e levantei a bandeira branca.
Hoje, finalmente entendi, que 2 corpos não ocupam o mesmo lugar no espaço. Por isso, sonho, te enterro debaixo de 14 palmos e deixo o lugar que era seu, vago para outro...sonho.







*Clipe lindo,muito bem feito e que diz muito sobre mim.


video

19 comentários:

Marcelo disse...

Minha cara esse texto.
Sabe aquelas coisas que lemos e nem sabemos o que dizer de tão próximas de nós que estão que nos deixam cegos?
Esse é seu texto...
Um desses que eu escreveria sem pestanejar.
Aliás, seu estilo nas linhas parece um bocado com o meu, algo direto sem ser, claro obscuro, convicto inseguro e com leves pitadas de pimenta amaranta e trufas escocesas, nossa cara.
Sofrer por amor...E eu que nasci imaginando que nenhum ser celeste passaria por tal tormento infernal.
Absolutamente e com toda a minha certeza e convicção, esse é o tesão do amor, sofrer...
Well...Pelo menos o Sr.Chico Buarque concorda comigo, você não?
Não vou aqui desenvolver minha teoria porque não é a hora nem o lugar e escrevi demais pra um comment, rs.

Kisses

Marcelo disse...

Assim...Se nos damos o direito de amar, sabemos que mais cedo ou mais tarde sofreremos ou faremos alguém sofer.
Não gosto dessa palavra sofrer, acho piegas pacas, mas é a que melhor descreve esse sentimento inevitável nisso de amar.
Cara...É o máximo o começo, a paixão, ver borboletas azuis, sentir frios nos estômago, se arrepiar quando mensionamos o nome do ser amado, é o máximo.
Mas é algo tão intenso e inflamatório que qualquer ser em sã consciência notaria que é passageiro.
Porém não dispomos do luxo da sã conciência nesse estado, então nos entregamos. Acreditamos que essa sensação, esse sentimento é pra sempre.
E sempre é assim.
Mas nos esquecemos que nada é pra sempre, então sofremos.
E sofremos de forma piegas por esquecer que somos seres sãos e que nada dura mais do que nós mesmos queiramos que dure.
Por isso o Sr. Buarque no comment anterior; Te perdôo por te trair.
Não faço de você nem de seu caso, essa frase é apenas uma alusão ao fato de que em toda dor somos todos culpados de alguma forma.
E escrevi demais de novo, rs.

Acho que preciso de um drink.

Marcelo disse...

Oops...Ali não é "não faço" e sim "não falo".
Tenho o péssimo hábito de teclar sem olhar o teclado, sry.

Cristina Albuquerque disse...

O sr. Marcelo pelo visto nunca amou, apenas teve paixões fogo de palha, pois paixão sim nos faz sofrer! Amar é ter paz, é ver no outro nosso refúgio e querer compartilhar a vida inteira. Depois de 10 anos de casada, digo isso com muita propriedade, não são devaneios de uma mocinha romãntica que acredita em príncipe encantado, que aliás, são uns chatos. rs

Abs

Marcelo disse...

O problema é que tudo o que fiz nessa vida foi amar, por isso falo sobre esse tema com alguma propriedade.
A Sra Cristina é uma dessas raras pessoas que teve a sorte de casar e viver ao lado da pessoa que realmente ama, isso é uma bênção, um presente do universo que não deixa margem pra nenhum sofrimento e apenas paz e plenitude.
Fico feliz por ela e por ele e espero um dia encontrar a mesma paz.

Tim tim

Mandy Oliiver disse...

Ola, visite nosso blog espero que goste d nosso conteudos aproveite para nos seguir !

www.ataqueid.blogspot.com

obrigada !

Diego Cosmo disse...

E ai Ana! nem apareçeu lá de novo.. xd
http://dcosmo.blogspot.com/ - Nova postagem! "cosmo a pé"

beijos

Plínio ( Bg ) disse...

oi, gostei mto do seu blog,
Eu faço layouts, se você quizer ter seu blog mais personalizado, mais a sua cara... me procure
http://surtosmodeon.blogspot.com/p/portifolio-encomendas-de-layout.html

Thais disse...

Ana, a vida é repleta de sonhos, que vão e vêm. Como disse, um se foi, mas para outro chegar. E ele não se demora, acredite! Beijos com carinho!!

Divulga Meu Blog! disse...

Acesse o Divulga Meu Blog e saiba como aumentar as visitas em seu blgo!

http://divulgameublog.blogspot.com

Mareê disse...

Poxa vida .-. amei esse texto.Temos mania de construir sonhos em cima de pessoas,e não são os sonhos que são grandes demais e sim as pessoas que são pequenas.Estou seguindo aqui :*

Marcelo disse...

Sumiu? Oo

Diana disse...

Gostei muito mesmo !

Parabéns ;)

Como se chama a musica?

Senhorita Desabafo disse...

Querida Ana,
Entendo completamente o que você quiz dizer com este post. Um SONHO que sempre nos parecem possiveis, e um dia você ve que não há mais porque lutar por ele.

Outros Sonhos Virão e você ainda acreditará que será possivel envelhecer vivendo esté lindo sonho!

Rafaelle Costa disse...

Lindo blog, lindo texto, muito sincero, sinto pelo teu sonho, é sempre uma perda, como se um ente querido se fosse realmente... parabéns pelo blog.

Ao sopé do cadafalso disse...

Olha, em primeiro lugar quero deixar claro que não sou de ficar mostrando o que escrevo para outros -- é ´so observar a quantidade de seguidores que tenho -- mas, nesta, como toda madrugada (afinal, nunca durmo a noite, mesmo) estava eu lendo algumas coisas e me chamou atençao seu post que fora semelhante ao meu último. Perder-se, às vezes significa, se reencontrar em sua plenitude. Também perdi o amor, que porventura achara que era meu sonho...
A unica diferença é que a escolha fora minha. Se achar que ajuda:
http://diediegogo.blogspot.com/2010/05/novos-sinuosos-e-obscuros-caminhos.html

maybe disse...

I'm appreciate your writing skill.Please keep on working hard.^^

Drika Gomes disse...

Olá querida...

Gostei muito do seu texto e sinceramente, me encontro numa fase igual. Realmente a gente cansa porque insiste em sonhos e é complicado quando a gente percebe que qualquer realidade jamais será igual àquilo que você sonhou. O sonho sempre vence nesse jogo.

Não existe mesmo amor sem dor, se algum dia alguém amou e não doeu, que atire a primeira palavra!

Não há relacionamento perfeito como esses das novelas e dos filmes, tudo isso é sonho e ilusão. Eu enterrei também um sonho, lá no fundo da terra e lá o deixei esquecido. Tive que matar o sonho para viver a realidade.

A vida não é complicada, a gente que complica...

Beijos... venho te visitar mais vezes!

Griselda disse...

esse clipe é mesmo um tiro no peito.