domingo, 16 de novembro de 2008

De volta!!

Antes de tudo, quero pedir desculpas aos que costumam (ou costumavam) vir aqui: DESCULPA!!!

Abandonei o blog, não tive consideração com os amigos que vinham aqui querendo saber das minhas novidades, enfim, fui uma menina muito má!!rs. Mas peço que me perdoem! A minha vida mudou completamente...pra melhor!!

Não quero enrolar muito, quero logo falar de todos os assuntos que ficaram engasgados por falta de tempo!

1) Pasmem: comecei a trabalhar no dia do meu aniversário! Pude sentir Deus na minha frente me entregando esse presente!Juro!!

É bem verdade, que não é o emprego da minha vida, mas é o emprego que eu estava precisando. Por tudo que vocês já sabem.

O trabalho é de vendedora numa loja que, inclusive, eu era cliente. Isso é bom e é ruim. É bom porque é mais fácil trabalhar com produtos que você conhece e confia na qualidade, quando você já tem uma afeição pela empresa. É ruim porque saí de cliente para funcionária. Deu pra entender? É ruim porque estudei pra ser R.P. e me tornei vendedora!

No início, algumas coisas foram, realmente, chocantes pra mim. Coisas que prefiro não falar. Algumas vezes, cheguei em casa chorando, enchi o saco das amigas, mas não cheguei a pensar em desistir! Pensei sim, em cumprir meu contrato e continuar correndo atrás do meu sonho de trabalhar como Relações Públicas. Mas, claro, não deixava transparecer nada disso para as meninas do trabalho que, por sinal, são uns amores!!


É só o primeiro degrau...

2) O aniversário não aconteceu! A tal comemoração dos 30 foi cancelada para os 35! Fiquei ocupadíssima com a documentação para o trabalho, além de muito cansada por ficar em pé mais de 6 horas. Lembrem-se do post anterior: estou no processo de DECADÊNCIA!rs. Não tenho mais 18/20 anos como as minhas colegas de trabalho! Sim, sou mais velha até mesmo que a gerente! (Deus deve está querendo dar uma lição de moral no meu orgulho! Mas eu já entendi o recado!).

Pois então, cancelei tudo e vim pra casa colocar as pernocas para cima!

Maaaaaaas...como quem tem amigo tem (quase) tudo...Mari e Dani fizeram uma surpresa com direito a bolo de chocolate, vela e chapeuzinho!!! Isso tudo num boteco aqui perto de casa, onde costumamos comer acarajé e tomar uma cervejinha todas as quintas. As meninas da faculdade e Paulinha também vieram! Adorei!! Não imaginava de jeito nenhum, nem passava pela minha cabeça! Elas só pecaram em 2 coisas: não levaram máquina fotográfica e a tal "sulplesa" que pedi, não estava dentro do bolo. Nem fora!!

Ah, teve festinha na loja também! Para as três aniversariantes do mês: Eu, Natália e Vanessa.


"Não preciso de modelos, não preciso de heróis. Eu tenho meus amigos." Renato Russo


3) Parei de tomar os remédios antidepressivos. Por minha conta e risco. Afinal, quem sabe se está bem ou não, sou eu! É ou não é ou não é??É!!!!rs.

Talvez esteja bem melhor sem eles.

"Desculpem, mas eu devo dizer: EU QUERO O DELÍRIO!".Lya Luft


4) Mudança de habitat.rs! Dessa vez o sonho da família vai virar realidade! São 22 anos morando no mesmo lugar, muitas coisas vividas debaixo desse teto, muita história impregnada nessas paredes...a maioria a gente quer esquecer! Em contrapartida, foi nessa casa que superamos problemas quase insuperáveis, onde nos desesperamos muitas vezes, achando que não conseguiríamos, mas sempre demos a volta por cima. Aprendemos muito aqui. Amadurecemos. Mas, a gente já sente na pele a necessidade de novos ares, de fazer um caminho diferente pra voltar pra casa, de paredes em branco pra continuar escrevendo a nossa história!

Confesso, vou sentir saudades. Deixo as minhas melhores amigas aqui. Deixo uma parte da minha vida aqui. As transformações mais importantes passei nessa casa, nesse condomínio: cheguei criança, vivi a minha adolescência com todos os conflitos dessa etapa e, hoje, sou uma mulher!

Sei que a mudança se faz necessária e estou muito feliz, porque esse é o 1º sonho da família que é realizado! Mas, sei também do vazio que vai ficar em mim, pelas pessoas queridas que vou deixar.

Vai ser difícil...é só como posso definir agora.


"As mudanças nunca ocorrem sem incovenientes, até mesmo do pior para o melhor."
Richard Hooker

5) Aquele paquera que eu tinha?!? Não tenho mais. Era um homem de 40 anos, mas que tinha atitudes um pouco infantis num relacionamento. E eu não tenho saco pra pessoas que não falam, mas esperam que você entenda! Como é isso?!? Deus dá o dom da fala,mas a pessoa não usa?!? Antes fosse mudo logo de uma vez!!!

Nesse sentido, esperava mais de você!


"É incrível a nossa história, sem nenhuma prova concreta..."
Fernanda Abreu


6) Alguém anda fazendo sessões espíritas na minha intenção. Tudo quanto é ex resolveu aparecer. Desde o 1º namorado até o ex mais recente. Não sou uma pessoa que tenha problemas com flashback, mas tem uns que merecem e outros, de forma alguma!rs!


"A vantagem de ter péssima memória é divertir-se muitas vezes com as mesmas coisas boas, como se fosse a 1ª vez."
Nietzche

7) Dia 19 de outubro foi aniversário de Vinícius (sim, sim...de Moraes!). Nessa noite, assisti e choraminguei, pela milésima vez, o documentário sobre a vida dele. Nesse corre-corre de trabalho e procura de apartamento, nunca mais dei brecha pra sentir Vinícius por perto e ouví-lo cantar e me dizer coisas no ouvido.

Eu já falei isso antes, né?? Às vezes, Vinícius vêm aqui.



A volta da mulher morena

Meus amigos, meus irmãos, cegai os olhos da mulher morena
Que os olhos da mulher morena estão me envolvendo
E estão me despertando de noite.
Meus amigos, meus irmãos, cortai os lábios da mulher morena
Eles são maduros e úmidos e inquietos
E sabem tirar a volúpia de todos os frios.
Meus amigos, meus irmãos, e vós que amais a poesia da minha alma
Cortai os peitos da mulher morena
Que os peitos da mulher morena sufocam o meu sono
E trazem cores tristes para os meus olhos.
Jovem camponesa que me namoras quando eu passo nas tardes
Traze-me para o contato casto de tuas vestes
Salva-me dos braços da mulher morena
Eles são lassos, ficam estendidos imóveis ao longo de mim
São como raízes recendendo resina fresca
São como dois silêncios que me paralisam.
Aventureira do Rio da Vida, compra o meu corpo da mulher morena
Livra-me do seu ventre como a campina matinal
Livra-me do seu dorso como a água escorrendo fria.
Branca avozinha dos caminhos, reza para ir embora a mulher morena
Reza para murcharem as pernas da mulher morena
Reza para a velhice roer dentro da mulher morena
Que a mulher morena está encurvando os meus ombros
E está trazendo tosse má para o meu peito.
Meus amigos, meus irmãos, e vós todos que guardais ainda meus últimos cantos
Dai morte cruel à mulher morena!



Por fim, eu JURO,JURO DE VERDADE que não sumo mais!


terça-feira, 23 de setembro de 2008

Super DESinteressante




"Como a biologia e a sociedade se juntaram para complicar uma época que deveria ser simples: os seus 30 anos."
Super Interessante - set/08


E eu nunca que me acostumo com esse negócio de conspiração do universo. A Super Interessante desse mês veio com uma matéria sobre essa tal crise dos 30. Outro dia, abri a revista Nova e lá vai: um artigo sobre os tais 30 anos!

Engraçado como, de repente, tudo o que me rodeia fala sobre esse assunto! Eu adoro, porque gosto de imaginar que tudo está sendo escrito pra mim, em minha homenagem, em homenagem aos MEUS 30 anos!rs!


" 'A 3ª década de vida marca o término da fase de desenvolvimento do corpo', diz Wilson Jacob Filho, do serviço de Geriatria
(hã????) do Hospital das Clínicas de SP. Até aqui, atingimos o máximo que o nosso corpo poderia dar. E aí começa o processo de decadência."



Depois de ler esse trecho da reportagem (várias vezes, por sinal), fiquei sem fala! Comecei a ver a minha pele enrugada, senti dores nos joelhos, uma dor no peito...afinal, eu estou no meu processo de DECADÊNCIA e não no auge como eu havia pensado!!! A reportagem buscou opinião de um GERIATRA!!!!

A dona desse texto deve ser uma cinquentona muito da acabada, doida pra voltar aos 30! A decrépita sopra num período, mas me morde logo depois da 1ª vírgula!!! Isso é tortura psicológica! Não vale!!


"Claro que o susto não vai ser assim, repentino. A queda é lenta e gradual, mas também impossível de ser interrompida."


A maldade dessa despeitada não fica só por aí... Eu decidi, então, ser mais retada do que essa repórter e ler a matéria até o fim. "Ela não é mulher suficiente pra acabar com a alegria e a segurança de uma mulher de 30!", pensei.


"A queda da produção de colágeno, a proteína que dá firmeza à pele, é marcante - principalmente para as mulheres. 'Nosso corpo atinge o auge da produção de colágeno aos 25 anos. A partir dos 30, há uma perda discreta e progressiva.', afirma a dermatologista Lígia Kogos (...) Mas o fato é que menos colágeno significa pele mais fraca, mais fina, mais flácida. Em outras palavras: rugas, olheiras, celulite."


Golpe baixo!

Cadê o redator-chefe da revista que deixou publicar uma "patada" dessas bem no ponto fraco das mulheres Balzaquianas?!?

Essa cinquentona ainda é boa de briga, mas levantei desse "Knockdown"*.

Continuei lendo. Já um pouco zonza, é bem verdade. Será que já estou com labirintite? Ai Meu Deus!!

"...Mas é melhor não desistir da ginástica, porque você terá muito mais facilidade para engordar.(...) 'Dos 30 aos 65 anos, pode-se perder até 25% da massa muscular.', diz João Toniolo Neto, geriatra e professor da Unifesp.(...) Por isso dificilmente você voltará a ter aquele abdômen definido da adolescência, mesmo que puxe muito mais ferro que naquela época."



Senti uma falta de ar. Precisei de um tempo pra me recompor,confesso. Isso não é uma reportagem, é um crime! Balzac, coitado, deve estar se revirando no túmulo! Como ousam falar assim da Mulher de 30 anos que ele tanto exaltou?!?

É...começo a sentir as minhas forças minando...mas não posso me dar por vencida, logo agora que a leitura parece estar no fim!

"De acordo com o IBGE, masi de 60% das brasileiras entre 20 e 29 anos com ensino superior não são casadas.(...) A partir daí, os óvulos começam a envelhecer e a gravidez torna-se mais difícil e mais complicada."



Bom, quem me conhece sabe que essa não é uma questão com que eu me preocupe muito. Ainda não decidi se quero ter filhos, a princípio, não! Senti que, se a repórter estava falando de mim, como sempre gosto de imaginar quando leio matérias com esse tema, ela resolveu pegar mais leve, aliviou um pouco. Pude dar uma relaxada...

Mas era uma tática! Foi nessa distração que ela me pegou:

"...Na verdade, é apenas um grande ciclo que se encerra na sua vida. A notícia boa é que vai passar. A ruim: logo, logo, vem o próximo."


Nocaute!



P.S.: Nunca subestime uma mulher mais velha que você! A experiência de vida é a grande diferença!

* Knockdown = é quando um soco derruba um dos lutadores, mas esse consegue ficar em pé antes dos 10 segundos. (Meu pai foi lutador de boxe, explicado??rs)

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Turma da ANA













Amigas do meu coração,

Esse quadrinho é pra ver se vocês se inspiram e fazem uma "sulplesa" assim no meu aniversário!! Mas, claro, que o "recheio" do meu bolo vai ser diferente, né??hahahahaha!!
Conto com vocês!!!!rs

P.S.: Posso dar sugestão para o recheio, assim não corre o risco de vocês errarem na escolha, ok??

segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Pré - quase, quase - adulta!



"Tome a mesma moça aos 20 e aos 30 anos. No segundo momento, ela será umas sete ou oito vezes mais interessante, sedutora e irresistível do que no primeiro."
Balzac



1 mês e 1 dia. É só o que falta para o meu aniversário.

30 anos.

Mais esperado que esse, só o de 35 que eu sonho desde os 18. Mas essa é uma outra história...

Agora sim, eu serei adulta! Sempre achei que dos 20 aos 29, nós somos "Pré-adultos". Nem pensem que tô de gaiatice porque é sério! Se existe "Pré-adolescência", qual o motivo da minha teoria ser furada??

Pois é, esses são os últimos anos que você tem para continuar dizendo "tô nem aí" para os problemas que a cercam...É chegada a reta final para criar juízo, última chamada para os retardatários!!

Em cada fase da vida curtimos coisas diferentes: roupas, cortes de cabelo, livros, lugares, programas de TV, mudamos de "melhores amigos" algumas vezes...Enfim, o nosso comportamento muda, geralmente, de forma condizente com a nossa idade. E é, exatamente, nesse ponto que eu queria chegar: 30 anos é a hora do tudo ou nada. Ou você amadurece ou fica um Pré-adulto num corpo e idade de Adulto. O que, cá pra nós, é ridículo!!

Não estou dizendo com isso, que você tem que virar uma pessoa sisuda, séria, reservada. De forma alguma! Mas também não cabe mais viver naquele "Oba!Oba!" de antigamente, não cabe mais frequentar certos lugares, nem sair enchendo a cara por aí e ainda beijar a boca de 5 outros Pré-adultos. Afinal de contas, você não é mais adolescente!Já tem 30 anos! E isso, segundo a minha teoria, o torna, definitivamente, um adulto!!!

Frustrante, é tornar-se adulto e perceber que não construiu nada! Que os homens que você idealiza para marido, já estão casados; que algumas vagas de emprego já começam a preferir os mais jovens que você; que o relógio biológico pede um filho, mas você ainda não quer...Essa pessoa sou eu! Sem pretendentes a marido, sem emprego, sem a minha casinha, sem meu carrinho, porém, graças a Deus, sem os tais filhinhos!!

No momento são essas as questões que corroem a minha massa encefálica! "O tempo ruge!!", como diria Giovanni Improtta - personagem de José Wilker em "Senhora do Destino". Preciso agora correr atrás do tempo perdido, enquanto a vida me faz sérias cobranças!!

É, minha gente, crescer dói. E muito.

Me pego pensando: "Será que essa crise dos 30 só acomete as mulheres?" Por causa dos hormônios, sei lá...Acho que nos homens a crise dos 30, só acontece aos 40, né? Essa coisa de amadurecimento é muito complicada pra eles!

Com 30 anos, nós, mulheres, além de mais maduras (psicologicamente falando) que uns 99,9% dos homens nessa mesma faixa etária , nos tornamos mais sensuais, menos tímidas, mais intuitivas, mais serenas, menos ansiosas, o olhar fica mais matador (quando é do nosso interesse,claro!!Lembrem-se: He-Man pode ter a força, mas quem tem o PODER é A FEITICEIRA!!), o corpo está completamente maduro, temos menos medo de arriscar num relacionamento, estamos mais decididas. As dúvidas são outras, os medos são outros.

Uma nova vida parece começar aos 30!





Vênus, Marte e os pequenos diabinhos (de Botticelli). O que será que deixou Marte tão exausto assim?? Essa Vênus é retada,viu...Deve estar na faixa dos 30, tenho certeza!!rs


domingo, 17 de agosto de 2008

Participação Especial - Parte I



E vai ser assim agora...quando eu não vier, a Mafalda vem! Ou o Snoopy, ou Garfield...

Eu sempre quis ser como a Mafalda: politizada, sensível e fã dos Beatles!!!rs!!

Eu gosto dos Beatles!

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

"Cumplicidade de armário"



Adoro quando me dizem:

"..mas como eu poderia esquecer esse sorriso???"

Ouvi isso esses dias e, tenho que admitir: é uma massagem no meu ego! :D

Pra falar a verdade, até que ando bem nesse quesito "Ouvir coisas legais". É bom saber que os ex namorados te querem bem, te acham responsável, estão te achando mais bonita, continuam confiando na sua lealdade (essa eu soube pela ex sogra!!) e que as famílias ainda demonstram tanto carinho por você. Tem até empregada de ex, desejando que a gente case!!Quem guenta??rs! (Dinha, e eu que achei que você gostasse de mim!rs!!).

Bom demais estar sozinha, de coração - praticamente - vazio, sem gostar - de verdade - de ninguém, mas saber que apesar das relações anteriores não terem dado certo, apesar dos desentendimentos no final (e olha que algumas terminaram bem desgastadas...), depois que passaram, além de rir, a gente saber que marcou a pessoa com coisas bacanas, que ficaram apenas as suas qualidades e que o outro consegue enxergá-las até hoje!

É engraçado quando relembramos as brigas por besteira, os ciúmes infantis...tem vezes que um continua sem entender o ponto de vista do outro, mas hoje isso gera uma crise diferente...a crise de riso!

Acho que é por isso que todos eles tiveram ciúmes dos que vieram antes. E alguns, quando viram ex ainda se chateiam com o atual, afinal, a minha relação com eles sempre muda um pouquinho, não tem jeito. Mas, confesso, que a recíproca é verdadeira!rs!!

E é aproveitando a ausência de um namorado, que venho aqui homenagear os meus ex e dizer que adoro todos!! Vocês também deixaram lembranças de bons momentos, me ensinaram bastante coisa, principalmente, quando eu achava que vocês estavam me sacaneando (e muitas vezes, estavam mesmo!!), era daí que eu tirava grandes lições depois.


"As coisas tangíveis tornam-se insensíveis à palma da mão. Mas as coisas findas, muito mais que lindas, essas ficarão."
Drummond




P.S.: Voltei pra editar o blog porque acabei de ler o meu horóscopo:

"Entre os dias 13/08 (hoje) às 18h36 e 16/08 às 2h52, você passará por uma fase de recolhimento emocional, Ana, que deve ser compreendido como importante.(...)Amores antigos podem dar sinal de vida: mesmo que você não queira a proximidade destas pessoas, procure ouvir o que elas têm a lhe dizer, podem ser coisas que lhe servirão para sua evolução enquanto ser humano.".

Juro que não tô inventando!!!!



quarta-feira, 30 de julho de 2008

Depressão X Demissão

A idéia era vir aqui escrever sobre a ignorância...esse é um assunto que anda ocupando muito a minha cabeça ultimamente. Ainda estava amadurecendo melhor o tema e protelando um pouco a escrita porque eu queria ser muito bem entendida ao ser lida. Nisso, resolvo ligar pra minha mãe no trabalho e ela me diz: " 'T' vai ser demitida! Estou com a carta de demissão dela na mão, mas já avisei a 'C' (dona da empresa), que não vou entregar porque não tenho nada contra o trabalho dela na área de coordenação pedagógica. E que se o problema é financeiro, que esse departamento demita 'T', porque eu não vou fazer isso!".

Admiro minha mãe por isso...ela defende o que acha certo, as suas convicções (sem ser teimosa), defende o sentimento do outro e, o que é melhor, se coloca no lugar das pessoas.

Sabem porque 'C' quer demitir 'T'?? Porque 'T' está deprimida.

Sabem porque 'T' está deprimida?? Porque 'C' não pagou as férias (final do ano passado!), o 13º e nem o salário desse mês!!

'C' alega que a depressão de 'T' prejudica a empresa. Mas será que 'C' não enxerga que 'T' está assim por causa dela?? 'T' é uma pessoa que sustenta a família!! Além do mais, trabalhou por esse dinheiro, não chega atrasada, não falta, cumpre com as suas obrigações...mas entrou num processo depressivo a partir do momento que 'C' não depositou láááááá atrás o dinheirinho das férias, o 13º...dinheiro esse que iria ajudar 'T' a pagar as compras de final de ano, os gastos a mais que qualquer um faz no período de férias. Sem extravagâncias, porque 'T' é uma pessoa muito simples.

O que eu quero dizer é que ela contou com o que era de direito dela. E 'C' não pagou. Conseqüência disso?? BOLA DE NEVE! O salário de janeiro foi para pagar o que o 13º deveria ter pago, o de fevereiro para pagar as contas de janeiro...enfim.

Sabem quantos meses minha mãe está sem receber o salário???4 MESES. Fora o 13º e as férias. Como o salário dela é o maior, fica sempre por último ou...não fica! "Cargo de confiança tem que dar apoio à empresa", é o que eles dizem. Mas peraê, as pessoas possuem limites!!!

Eu nem tô aqui pra falar de minha mãe, porque Graças à Deus, as nossas condições são diferentes das de 'T'. Eu quero é falar da minha indignação com o que pode sair de ruim do coração das pessoas, da falta de compreensão, de compaixão. Neste caso, na falta de compromisso e responsabilidade!!! E olha que são donos de uma empresa de EDUCAÇÃO!! Deveriam saber que ter uma escola não é apenas ensinar que 1+1=2 ou que b+a=ba, educar vai além das matérias ensinadas em sala de aula. Numa escola se ensina também a EDUCAÇÃO SENTIMENTAL!!!!

A sorte de 'C' é ter funcionários responsáveis e que entendem que os pais e alunos não têm nada a ver e por isso, fazem o seu trabalho com o mesmo carinho e competência de quem ganha um salário digno e em dia!! Eu posso afirmar isso, porque os funcionários são, basicamente, os mesmos de quando estudei lá na 4ª série. Todos fazem o seu trabalho com amor.

A vontade que tenho é de sacudir 'C' e dizer: "Minha filha, onde está a sua consciência?? Onde está o seu coração??".

Não tem emoção?!? Então, é só RACIOCINAR. Nem vou exigir muito, é só fazer um exercício do pré-primário: ligar os pontos.

Apóio, orgulhosamente, a decisão de minha mãe e a conversa que ela teve com 'C' , expondo essas questões e pedindo que ela repensasse ( e será que ela PENSA??). Até porque em outro período igual a esse, 'T' ficou do mesmo jeito, deprimida, mas quando a situação foi "regularizada", ela também se estabilizou. E cá pra nós, trabalhar sem receber o salário no final do mês é de enlouquecer qualquer cidadão de bem que deseja pagar suas contas em dia. É ou não é??


P.S.1: Desculpem, mas foi um desabafo...essas coisas,realmente, mexem comigo!
P.S.2: De certa forma, falei um pouco de ignorância.

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Desformatada/Mari



Eu tenho uma mania: formatar as minhas relações. Imagino as coisas de um jeito, acho que vão ser melhor assim e se acontecer diferente, fico insegura. Quero o preto no branco, saber onde piso e até onde posso ir. Geralmente, quero ir fundo, bem fundo...

Confunde um pouco o meu juízo esse negócio de " deixa rolar", " a gente se fala", " quando der, a gente se encontra". Não sei lidar muito bem com isso, com relações soltas, onde as coisas são ditas, mas não têm a obrigação de acontecer.

Algumas dificuldades às vezes impedem que as coisas saiam do jeito que eu quero, mas eu vou tentar...sempre tento! Já vi que esse negócio de sofrer não me arranca pedaço e sempre deixa uma boa história pra contar depois.

( texto fora da formatação "justificar", alinhada, certinha...porque nada mais precisa ser justificado e eu preciso começar a me acostumar!)


"Frutos de enganos ou de amor, Nasço de minha própria contradição. O contorno da boca, a forma da mão, o jeito de andar (sonhos e temores incluídos) virão desses que me formaram. Mas o que eu traçar no espelho há de se armar também segundo o meu desejo..."
Lya Luft


===========================================================================


Eu e Mari


Mari,

Pensei em te entregar esse bilhete quando você viesse buscar a sandália, mas minha mãe achou que eu estivesse dormindo e não me chamou. Você já imagina a bronca que dei nela, né??

Participei de toda a prévia da viagem (da tensão e felicidade de quando a cirurgia foi marcada, da sua ida repentina, da agonia em achar logo a passagem, da arrumação da mala...), mas não estive no momento mais importante: o momento de te dar um abraço e, através dele, te passar toda a energia positiva que eu pudesse! Queria ter enchido João de beijo e ter feito ele sorrir pra mim um bocado (porque vou sentir falta daquelas gargalhadas nesses 6 meses!), queria ter dito pra ele, mesmo sabendo que ele não ia entender (mas a alma entende...), que é uma criança de muita sorte por ter uma tia como você, uma avó como sua mãe...que fazem qualquer sacrifício do mundo por ele. Mais sortudo ainda, por conseguir uma medula 100% compatível e poder fazer esse transplante logo cedo, ainda bebezinho. Queria ter pedido pra que ele fosse o mais forte que ele pudesse, que ele não tivesse medo...porque o mundo era meio complicado,mas tinha um monte de coisas legais pra ele conhecer e que se ele fosse bem forte mesmo, quem sabe até ele não descomplicasse esse mundo e virasse nosso Super-Herói?? Queria ter dito tudo isso bem baixinho no ouvido dele.

Sei que você vai ficar indo e voltando, mas queria ter dito isso AGORA! Resolvi escrever no blog, porque você não levou seu celular, mas quem sabe não consegue um tempinho pra entrar na net aí...Não ia aguentar esperar você chegar!!!

Lembre que nada nessa vida é em vão e só Deus sabe porque vocês e João têm que passar essa provação. Tenha fé que tudo vai dar certo! Tem um monte de gente aqui torcendo e rezando por ele!!

O abraço em você e os beijos nele, acabei de mandar pelo meu pensamento. Espero que já tenham chegado aí!

SORTE!!

quinta-feira, 26 de junho de 2008

São só palavras...




video



EXPLICAÇÃO. SATISFAÇÃO.


Chato ter que fazer isso...ainda mais quando nem mesmo a gente sabe o porquê das coisas.
Chato ter que mentir...ainda mais quando a verdade lateja em forma de uma dura interrogação.


DECEPÇÃO. DESILUSÃO.

Difícil dar a volta por cima quando ainda se vê pontinhos de poeira da queda anterior.
Difícil ter que desconstruir alguém novamente; saber que cheguei a CRER na maturidade, no respeito e na responsabilidade. Sim! Na responsabilidade também!!! Afinal, somos responsáveis por aquilo que cativamos, não é mesmo Saint-Exupèry?? E eu estava, completamente, cativada...


CONSIDERAÇÃO. ESTIMA.

Eu sempre achei que entendia bem o significado dessas palavras...mas, hoje não sei mais de nada.
Eu sempre achei que alguns sentimentos (como esses), a gente só deveria expressar e verbalizar para o outro quando existissem de verdade dentro da gente...mas, hoje não sei mais nada.


OPINIÃO. JULGAMENTO.

Aceito que façam as duas coisas a meu respeito, mas primeiro, quero saber o motivo e depois, preciso que o "juiz" escute o que eu tenho a dizer. Não atender o telefone, só complica.
Aceito uma pré-opinião/pré-julgamento, contanto que depois, o "Grande Inquisidor", venha a inquirir a dona deste blog em algum momento. Não responder e-mails e mensagens, só machuca.





Uma noite dessas, Vinícius (de Moraes) disse baixinho no meu ouvido: "O sofrimento é o intervalo entre duas felicidades.".
EU: "Hã? Não será o contrário???".

Fiquei sem resposta. Ele deve ter caído no sono. Bêbado, com certeza.




* Ganhei esse selo do "Master Blog" de presente...tô toda metida com a homenagem...rs!! Cin, obrigada!!!

quinta-feira, 12 de junho de 2008

Esperando Godot


( A internet aqui na casa do meu irmão em Recife, é meio complicada, por isso, mais uma vez publico o texto numa data posterior a que foi escrito-11/06)





Inútil. É como me veêm.
Incompetente. É como me sinto.
Cidadania. Disseram-me que é disso que preciso.

Ontem tive uma crise nervosa daquelas. Desde os piores tempos, não tinha uma crise assim. Eu parecia uma louca. Naquele momento, eu era uma louca. O medo de algo dentro da minha cabeça se partir e eu me tornar, realmente, uma louca. Um medo recorrente.

Horrível. Sensação péssima.

Vontade de ter Mari do meu lado pra me dar colo. Vontade das minhas sessões semanais com Christina. Vontade de voltar pra Salvador.

Acho que a minha vida é meio que aquela história de "Esperando Godot" (peça famosa de Beckett de 1952):

Vladimir e Estragon, os personagens principais, passam a peça inteira sob uma árvore, conversando banalidades e esperando Godot. Sendo que este nunca vem. No final do 1º ato, eles recebem a notícia de que Godot não aparecerá. Só amanhã.

No 2º ato, os personagens repetem as mesmas atitudes, os mesmos erros. Ou seja, não progridem e tornam-se incapazes de achar uma saída, porque não se desenvolvem e continuam vivendo aquela mesma situação de 'esperar Godot', que mais uma vez só vêm amanhã e amanhã e amanhã...

Na verdade, é a espera por algo que está sempre prestes a acontecer que dá sentido à vida deles. Só que, ao contrário de mim, Vladimir e Estragon são ignorantes e não compreendem a situação cíclica que estão vivendo. E, ainda pior pra mim, como eles, eu acabo ficando sem saída. Melhor dizendo: acabo PENSANDO estar sem saída. Fico, como Vladimir e Estragon, entregue à total imobilidade. Nunca sendo a personagem principal da MINHA história, a personagem ATUANTE. É como se o que fizesse sentido viesse sempre 'de fora', que é o que eu fico esperando: Godot.


"VLADIMIR: Então, vamos embora?
ESTRAGON: Vamos.
(Permanecem imóveis)"




Por ignorância? Por preguiça? Por medo? Por falta de força de vontade?

Cada personagem tem o seu motivo. O meu é o medo. O medo de ser incompetente, de não corresponder às expectativas, me paralisa. E quando me movimenta, é para trás.

Sei que todos os que estão lendo, já devem estar cheios de lindas teorias e frases feitas, às vezes, até de experiências próprias, pra me incentivar. É legal ouvir o apoio. É legal saber dessa preocupação, mas cada um tem o seu papel nessa vida e as histórias não se repetem. Um conselho aqui, outro ali, claro que ajuda, mas a fórmula da sua vida não vai se encaixar na minha. Nem se fôssemos gêmeos univitelinos e siameses!

E é isso... ontem tive uma noite péssima!

Hoje o dia está lindo e, apesar de estar postando da praia, o meu coração destoa de todo o cenário.





P.S.1: As suas palavras foram fundamentais para me fazer dormir, mas continuo odiando quando você tem que desligar o telefone...

P.S.2: "Esperando Godot" é uma peça altamente subjetiva e o que escrevi aqui, foi apenas o MEU entendimento sobre ela. Afinal de contas, quando perguntaram ao próprio Samuel Beckett, o quê ou quem era Godot, ele disse: "Se eu soubesse, o teria dito na peça!".














terça-feira, 3 de junho de 2008

Atualizando...

Preparem-se: post gigantesco!! Fiquei dias e dias sem internet e as novidades foram ficando acumuladas, algumas eu já nem vou mais tratar aqui, porque o prazo de validade venceu! E sabem como é... nada de coisa mofada nesse blog!!!!!
Os textos abaixo, forma escritos na mão grande e num velho e bom papel, aliás, como todos os outros. Não sei escrever diretamente no computador!!! Vou colocá-los em ordem decrescente, ou seja, de hoje pra trás. Portanto, é bom ler do fim pro começo. Meio confuso né?? Eu não sou boa de explicações mesmo... mas, de qualquer forma tem as datas e é só seguir a ordem cronológica.

Tomem fôlego que lá vem texto:


Isso é bom demais, poetinha!!!!
2 de junho de 2008

Passei o dia pensando em Vinícius (ele devia estar aqui comigo. Às vezes, eu acho que ele está mesmo!).
Engraçado que, ao mesmo tempo em que ele me inspira, ele me emudece, me deixa sem palavras. Talvez Vinícius seja (porque ele ainda É!), só pra ser sentido, para os poucos que conseguem senti-lo.

E sentir Vinícius vai além de gostar de suas poesias e cantar suas músicas... Sentir Vinícius é entender o amor pela vida, o amor pelo amor. O poeta casou-se 9 vezes e foi loucamente apaixonado por todas as mulheres ( eu seria a 10ª, caso ele não tivesse falecido!).


“Que não seja imortal, posto que é chama. Mas que seja infinito enquanto dure!”.
Vinícius de Moraes


Existe verdade mais verdadeira que esta? Se soubéssemos entender e aplicar isso, talvez, sofrêssemos menos dos males do amor.

Vinícius também era um apaixonado pelos amigos e sabia, como 1 ou 2 que eu conheço, o real conceito da palavra amizade e tudo o que ela abrange.

Ele era daqueles que ligavam pra saber se estava tudo bem. Somente. Pra ele, o ser humano era irresistível. Acho que daí, tantas parcerias musicais. Ele gostava de pessoas. Odiava a solidão. Era o oposto dele, de tudo o que ele buscava como felicidade.


“De que mais precisa um homem senão de um amigo pra ele gostar??”
Vinícius de Moraes


Vinícius não se defendia da vida, ele se jogava pra ela. VIVIA!!


“Quem de dentro de si não sai, vai morrer sem amar ninguém”
Vinícius de Moraes


Releiam com atenção e irão perceber que há algo mais além nessas palavras. Neste, e em outros momentos, ouso dizer que sou parecida com Vinícius. Já saí de mim várias vezes para amar o próximo e sairei quantas vezes eu achar necessárias. Esse é um sofrimento do qual eu não tenho medo. Como Vinícius, arrisco pra ver no que dá. Depois que passa a gente sempre ri mesmo...
Pessoas como nós, sofrem. Intensamente. Assim como amam. Mas é gostoso demais sentir-se, além de vivo, vivendo!!!

“Pergunte pro seu orixá, amor só é bom se doer...”
Vinícius de Moraes


Talvez a minha paixão secreta por Vinícius venha por perceber que algumas coisas que passam na minha cabeça, passavam também na dele e que esse mundo utópico que vivemos dentro da gente, poderia muito bem ser real, fora. Gostamos de harmonia, de afeto, de compreensão entre as partes. Somos librianos.
As perdas para Vinícius sempre foram muito sofridas. Todas elas: de amor e de amizade. E é assim comigo. Carlos Lyra disse numa entrevista, que Vinícius era uma pessoa com a emoção sempre pra derramar. Eu ri. Porque me encontrei.

Dizem que escrever é fugir da emoção. A pessoa escreve pra jogar pra cima do outro a emoção que está vivendo. Acho que é isso que estou fazendo agora, arremessando sobre vocês a emoção de sentir, de uma forma quase palpável, Vinícius de Moraes.

==========================================================

Descobrindo pessoas...
1 de junho de 2008

Sei que às vezes, sou ingênua com as pessoas. Se tiver uma carinha legal e bastante simpatia... me ganha fácil!

Foi nessa que eu dancei. Mais uma vez. Só que agora achei que fosse diferente, confiei um segredo secretíssimo, crente na maturidade da pessoa e no respeito por eu estar abrindo o meu coração e expondo as minhas inseguranças. Se alguém faz isso comigo, tomo como uma enorme responsabilidade e ficarei até mesmo, muito envaidecida com tanta confiança.

Mas, dizem que a beleza do mundo está na diversidade das pessoas. Tem horas que acredito nisso, tem horas que não. Na verdade, no que eu acredito mesmo, é que pra algumas coisas só existe um conceito, como: CONFIANÇA: crédito, fé; RESPEITAR: honrar, ter em consideração, não causar dano; SINCERIDADE: franqueza, lisura de caráter; PALAVRA: promessa verbal.

Pelo menos, nem no Aurélio e nem no Silveira Bueno, eu achei definições diferentes dessas que citei acima. Talvez, em algum outro dicionário que, graças a Deus, nunca teve na minha casa, essas palavras possam estar classificadas de outra maneira. Exemplo: CONFIANÇA: apunhalar pelas costas; RESPEITO: desconsiderar, desonrar; SINCERIDADE: falta de caráter, mentira; PALAVRA: apenas um som articulado.

Não!! Eu não divido apartamento com Alice no País das Maravilhas nem jogo o Jogo do Contente com Pollyana. Só acho que o ANORMAL está virando NORMAL e nós estamos aceitando isso, com a desculpa inerte de “...mas as coisas são assim...”.

Deixo uma pergunta no ar: Se não segurarmos com unhas e dentes os nossos melhores valores, de que adianta economizar água???

===========================================================


Carta para a minha Pupú!!
30 de maio de 2008

Minha avó linda,

Imagino o quanto deve estar magoada com essa neta, por não ter ido visitá-la antes de voltar aqui pra Recife. Bom, não tenho desculpas para te dar, assumo o meu erro e a minha displicência. Essa carta é para me redimir um pouco e amansar o seu coração, que eu sei, não é tão duro assim!!

Aproveito pra dizer que o meu erro em não aparecer, não diminui em nada o meu amor, o meu carinho, a minha admiração e, também, a minha saudade. Sei que a presença física de quem gostamos (tenho certeza que, apesar de tudo, a senhora me ama!rs!) é sempre muito importante, mas o que mais significa mesmo é tê-la na nossa lembrança e no nosso coração. Ainda mais importante que tudo isso, é termos a convicção que essa pessoa, estará com a mão estendida quando precisarmos de apoio, talvez até, não seja a primeira a estender os braços, mas convictamente, só irá soltá-la quando todas as vicissitudes estiverem superadas.

E é dessa forma que a senhora pode contar comigo pra sempre.

Te amo do fundo e do raso do meu coração,

Ana 'Paulina' (a sua Pupú)
==========================================================
De volta aos ansiolíticos
29 de maio de 2008

Consulta com a psiquiatra e, diante das minhas queixas, resolvemos retomar o uso do Rivotril. Dose baixa pra começar(0,5mg). De certa forma, gostei, estava sendo movida pela ansiedade: sonhos agitados, pesadelos, coração acelerado e bruxismo. Isso todas as noites, me deixava cansada todos os dias.

Estive em Salvador por 10 dias. Pensei em descansar (de quê???), ler os mais de 180 emails atrasados, atualizar o blog, arrumar minhas prateleiras de livros, ver minha vó... e o que foi que eu fiz? NADA! Pra ser mais justa comigo, li alguns emails e liguei pra minha vó. Enfim, minha vida é assim, feita de metades, de caminhos meio andados, de meia família, de um meio namorado, de um meio quarto, de uma vida "meeira".

Só os meus sentimentos são inteiros, completos, complexos e intensos. Todos. Os bons e os maus sentimentos. Só o meu coração é inteiro.

Acreditei que esse tempo em Recife, me ajudaria a desfazer alguns nós. Descobrir o tamanho da linha era a minha meta. O real tamanho da linha. Ainda faltam alguns dias para que esse "retiro" acabe. Uns 15 dias. Até agora o que eu consegui foi fazer novos nós por cima dos velhos. Esse negócio de crescer, dói realmente! Períodos de auto-reflexão para o desenvolvimento da personalidade e do espírito, podem fazer explodir a nossa cabeça! Ou melhor, a MINHA cabeça. Não sei da sua. Mal sei da minha.

Existe a crise dos 30?? Se não existe, eu acabo de inventar. Talvez seja por ela que eu estou passando desde os 28. Alguém tem uma explicação melhor?

Bom, o meu velho amigo já está fazendo efeito e antes que eu comece a escrever coisas desconexas, quero registrar o que de mais intenso eu estou sentindo agora:

RAIVA!!!!!!!

"... é como se tivessem me dado uma amostra grátis só para eu sentir que gosto tem a felicidade."

Márcia do Valle

=========================================================


Paula
13 de maio de 2008

Há muito queria ler o livro “Paula” da escritora Isabel Allende. A princípio, fiquei interessada por causa do título, confesso, depois porque as poucas pessoas que eu conheço e que leram o livro, falavam maravilhas.

Nunca quis saber o enredo de “Paula”, porque acho mais gostoso ir descobrindo o livro com os meus próprios olhos.

Dia desses, vasculhando um sebo virtual (www.estantevirtual.com.br) que meu irmão me indicou, lembrei de procurar por “Paula”. E achei! Por um preço bem interessante.

Sagaz, como uma boa filha de Oxum, ficou fácil convencer meu pai de me presentear com o livro.

Esperei ansiosamente por mais de 10 dias, devido àquela greve dos Correios. Finalmente, o livro chegou, mas eu ainda estava totalmente envolvida com “Quando Nietzsche chorou”. Mesmo assim, abri afobada o pacote e dei de cara com uma foto que ocupava toda a capa, de Paula. Descobri então, que Paula não era uma ficção, ela era a filha de Isabel Allende. Bonita, ela. Um rosto doce e forte.

Não quero falar muito da história, porque senão, acabo contando partes importantes. Mas quero dizer que me deliciei com a leitura, que me encantei com Salvador Allende (Ex presidente do Chile), aprendi junto com a autora as lições de Paula, me arrepiei em vários momentos, fiquei tensa em outros e chorei quando Isabel chorou.

A história dessa família é tão cheia de alegrias e contratempos, que acaba marcando a gente de alguma forma que eu não sei explicar. É um livro pra se ter e reler muitas e muitas vezes.

A parte ruim é que ele acaba.

Amanheci com saudades das confidências de Isabel. Já me sentia até parte da família!!!rs! Saudades também de Paula, que era mesmo tudo aquilo que a minha primeira impressão identificou: bonita, doce e forte.

Prometi não falar muito, mas espero ter incitado alguns dos que passam por aqui, a descobrir porque tanta paixão ao falar de “Paula”.



► Outra dica: O filme “Piaf – um hino ao amor”.
Só como forma de esclarecimento para quem nunca ouviu falar: Edith Piaf, foi uma cantora lírica francesa com voz e interpretações muito marcantes, assim como seus grandes olhos azuis.
Pronto!! Era dela a música que a chata da Mel Lisboa, cantarolava só de calcinha pra seduzir o pobre do José Mayer em “A Presença de Anita”:


“Non, rien de rien
Non, je ne regrette rien…”

domingo, 27 de abril de 2008

Você e eu...

O texto escrito anteriormente, nesse mesmo espaço, foi deletado a pedidos da pessoa citada nele, porém, contra a minha vontade.





"Sou um anjo e não presto"
Skank



segunda-feira, 21 de abril de 2008

Tirinhas da minha vida...rs

Estive na psiquiatra (que não é mais Ana Paola, agora é Leila), pedi pra acabar com esse negócio de remédio, porque eu já não agüento mais e tal, mas não adiantou...segundo ela, ainda estou no meio do curto e médio prazo do tratamento (como deve chamar esse intervalo entre uma coisa e outra????), então ainda há possibilidade de recaída. No fundo, no fundo, eu também acho que não é a hora, mas já estou ansiosa por uma vidinha de gente “normal”.

A prova de que não é o momento de parar com os remédios, é que esse mês tive alguns dias beeeem ruins. Tenho evitado pessoas. Falta ânimo pra fazer o social, falta saco! Não consigo fingir paciência, Lenine...desculpe! Aí nesses dias, os pensamentos voam...quero ter dinheiro pra ir num cinema, alugar um filme, comprar um livro ou um CD da minha lista (sim, tenho uma lista de livros e CD’s que pretendo ter! E daí???). Penso no emprego que não aparece, nas entrevistas que fiz, nas seleções, nas pessoas que prometem que vão me indicar para um conhecido ou para um desconhecido (mas que é conhecido de um conhecido!!!)...promessas, promessas e mais promessas!

Algumas relações familiares têm ficado difíceis e isso me deixa chateada e preocupada!





(clicar na imagem para ampliar)




Fora isso tudo, tem o vazio deixado por um Sr. Alguém, que nunca consigo preencher porque o destino fica brincando com a gente todo o tempo e nos deixando com água na boca um do outro. Mas, minha mãe sempre diz que cada um faz o seu caminho, não sei o que é que o destino quer me atrapalhando assim!!!rs! Eu quero e nada me detêm...no fim, a gente vê no que dá! Se não der, a gente tenta dar pra outro. Ops!! Ato falho...Refazendo a frase: Se não der, a gente tenta COM outro! E por aí vai...a vida não é assim?? Pois então, tomara que um dia eu chegue a falar dele abertamente aqui. Só posso dizer que é um cara que me faz rir bastante, que apareceu na hora certa e que já tem espaço garantido nos meus pensamentos no decorrer do dia. A opinião que ele tem de mim é meio engraçada e confusa: ás vezes diz que eu pareço uma adolescente, outras vezes me toma como um mulherão, mas sempre, sempre me chama de “Mulher Morena”. E eu me derreto... Já até conseguiu fazer com que eu desistisse das quintas do Twist com as meninas!! Mas o bonitão já está avisado que pára por aí!!!Senão vira esculhambação!!!!rs!!







(clicar na imagem para ampliar)



Por todos esse motivos relatados desde a 1ª linha, resolvi esticar a minha viagem para Recife. Preciso, de novo, como no ano passado, desse refúgio. Viajo dia 30 com toda a “Família Real”, porém, eles voltam dia 4 e eu ficarei até junho. É necessário esse afastamento agora, respirar outra rotina. A pressão está grande. Da minha parte, principalmente.




segunda-feira, 31 de março de 2008

Aniversariantes do mês



Erika - 9 de março

A comemoração foi bem tranqüila, de acordo com o gosto da aniversariante. Na verdade, por ela, nem sairíamos, mas onde já se viu não comemorar o aniversário??? Comigo não tem disso não!! Não tem mesmo!!! Falei logo: "Então, vamos na Sacre! Lá acaba meia-noite, exatamente na virada para o seu aniversário!!".
Fomos.
A Sacre Crepe é um lugar super tranqüilo, bem casal, bem família. Dia de sábado são Os Romeros que tocam, fazem um som acústico muito legal, fora isso, são nossos amigos , o que deixaria a aniversariante mais à vontade.
Algumas pessoas próximas foram convidadas e fizemos uma mini-festinha discreta. Claro, óbvio, que avisei para os meninos e antes de acabar o show, eles cantaram os parabéns!! Improvisamos o bolo: um crepe de chocolate. E o dono do bar me arranjou uma vela perdida na cozinha!!rs!!!
Acabou que a comemoração foi muito bacana e ela adorou!!!
Não comemorar aniversário...veja só! É cada uma...




====================================================================

Dagmar (Mãe) - 11 de março

Mulher forte, viu?? Se teve medo de criar os 5 filhos sozinha, nunca demonstrou. O único medo que ela não consegue disfarçar até hoje, é o medo de trovoada! Quando morávamos ainda em Petrolina e acontecia de meu pai viajar, ela ficava sozinha com a gente. Até aí, tudo bem...mas bastava chover e dar trovoada que ela mandava Rommel ir lá fora no quintal, buscar todas as toalhas que estivessem no varal, colocava todos nós dentro do quarto dela, de porta fechada, já com água e vela no criado-mudo, depois jogava as toalhas em cima da cabeça pra não enxergar os clarões dos relâmpagos e começava a rezar!!!
hahahahahahahahahahahahaha
É verdade!!Juro!!
Agora imagine a cabeça de uma menina com seus 5/6 anos (eu!), vivendo todo esse "drama" por causa de umas trovoadas...o nervoso que minha mãe passava, a agonia de ir correndo buscar água, vela...e ai de quem quisesse fazer xixi no meio da noite!!hahahahahhahaha
Até hoje ela é assim.Um pouco mais tranqüila, pra ser justa, mas é pouco mesmo!!!
Enfim, dia 11 foi dia de festa pra ela. Voltou do trabalho, como em todos os anos: cheia de flores e presentes. Encomendamos uns comes e bebes pra nós mesmos...Tita, claro, apareceu quando soube que ia ter pãozinho!!rs!!
E a comemoração foi do jeito que ela queria: só com os filhos (menos Rommel e Isa, que por motivos de força maior, não vieram) e a sobrinha preferida (eu acho!rs).

====================================================================

Dagmar () - 11 de março




É, minha mãe nasceu na mesma data que minha vó. Por isso, o mesmo nome. Erika escapou de boa!!ahahahahahaha
Essa daí é doida!!!Isso mesmo: doida varrida!!hahahahhahahaha Ela me xinga mais que tudo, diz que eu sou a única neta que ela odeia, a mais feia, a mais chata...me esculhamba!!! Mas me ama...eu sei disso!! Toda vez que liga aqui em casa, manda beijo pra todos e um murro pra mim!!!rs!! Quem guenta?? 95 anos de pura esculhambação! Quando ela vem passar alguns dias com a gente, não permito que veja um programa em paz, abuso tanto!! Mesmo quando ela já está deitada, fico querendo que conte do parto dos 10 filhos, das histórias de Lampião, da saudade que ela sente de meu avô...Quando começa a falar de meu avô, só sai sacanagem!!!hahahahahahahahaha
Diz ela que ano que vem, só quer que a gente reze um Pai Nosso no dia do aniversário, porque ela já vai ter morrido!! Mas, como ela dizia que não chegaria aos 95...nem dou corda pra essas maluquices!! Ali é apaixonada pela vida!!!
Em Dezembro, estávamos conversando e foi quando ela me disse que tinha certeza que não chegaria aos 95 anos.

Eu: - Que besteira!! Eu vou perturbar quem se isso acontecer?? Minha avó Helena já morreu, eu só tenho a senhora...
Ela: - Então você não tem ninguém, porque eu te odeio!!

Caí na gargalhada!!
Umas 2 horas depois, encontramos minha mãe com umas amigas do trabalho.

Ela: - Olhem, meu aniversário é em Março e queria muito que vocês fossem. Nasci mesmo no dia 11, mas vou festejar no dia 15 porque é um sábado e quero que a festa seja o dia todo!!!
Eu: - Mas minha vó, a senhora não me disse agorinha mesmo que ia morrer antes dos 95 anos?? Como é que tá chamando as pessoas pro seu aniversário??
Ela, me beliscando: - Cala a boca, merda!!!

Essa é minha vó.





====================================================================

Duda - 25 de março/ Marina - 27 de março





Duas arianas viradas no diabo!!

Duda completou 5 anos. Filha de Guto, um primo que eu amo de paixão e não tenho nenhum receio de dizer que é o mais querido de todos!! Não posso dizer o mesmo da mãe de Maria Eduarda!rs!! Não nos suportamos! O que eu acho ótimo, assim ninguém mexe com ninguém! E para a minha felicidade, aliás, da família inteira, o namoro acabou! Só nós sabemos o que passamos por causa dela!
Enfim, o que importa é que Duda é linda, tem personalidade forte, é cheia de saúde e passa a maior parte do tempo com a família do pai. Boa educação, vai ter!rs!

Marina completou 10 anos. Entrou para os 2 dígitos, como ela gosta de dizer. Ai se não tivesse uma boate nessa comemoração...a menina morria!
A única sobrinhA, mora com a gente, divide o quarto comigo, era quem corria pra minha cama quando me via chorando de noite (lááááááááá naqueles tempos remotos...) e chegava no outro dia da escola, gritando:

- Vamos levantar esse astral???

Era assim mesmo!! Eu não aguentava e ria.
Inteligente, tem resposta pra tudo, passou da 2ª pra 3ª série no meio do ano, porque a professora disse que as outras crianças eram muito bobas pra ela. Adora jogos, competição...odeia perder, claro! Pensa que é auto-suficiente e ainda nem está na adolescência!! É líder de nascença, como uma boa ariana. Bagunçada que só ela...Carente ao extremo, não dorme sem um abraço e um beijo. É a magrelinha mais gostosa que existe! Briga comigo como se eu fosse uma colega de escola e isso acontece porque não consigo ter postura de tia!!! Aí eu reclamo e lembro logo da hierarquia da casa! Não apanha de ninguém, mas toda hora tem que se ter uma conversinha com ela. Ciumenta que só...Não gosta quando eu saio com minhas amigas! Eu posso com isso??rs!!
É retada pra um monte de coisa, mas tem medo do escuro.








domingo, 23 de março de 2008

Semana Santa

Feriadão. Pra mim não...todo dia é feriado pra quem tá desempregada!rs! A única diferença é que está todo mundo em casa o dia todo. O que, às vezes, é chato! Gosto de ouvir meus Cd's e Dvd's bem alto, cantar mais alto ainda... Limpeza emocional, sabem como é? E-XOR-CI-ZAR!!!!rs! Ou só, ficar lendo no meu quarto, com a porta aberta, porque o silêncio da casa me permite. É sozinha também quando prefiro arrumar meu guarda-roupa, doar as roupas velhas, arrumar melhor as novas...limpeza espiritual...essa vocês sabem, né??rs. Todo mundo sabe: Guarda-roupa desarrumado, vida confusa!

As meninas viajaram. Mari foi para o interior da família. Martina estava querendo ir pra Praia do Forte com Paula, Bianca devia estar com o namorado, Paulinha foi pra Buraquinho...Achei ótimo! Sem tentações pra sair!!rs! Ficar em casa e ler meus livros e ver meus filmes...foi o que fiz! Limpeza corporal...rs! Sem cervejas, sem vodkas, sem tequilas! Só com um pouquinho de vinho e, porque Jesus disse: "...quem bebe o Meu Sangue, tem a vida eterna..". E eu quero viver um monte!

Fui levar Marina (minha sobrinha), no cinema pra assistir : As Crônicas de Spiderwick. Muito legal! Uma aventura fantástica, cheia de cenas de tensão e bichos esquisitos. Apaixonei-me por Tibério e assim como ele precisava de mel para ficar calmo, eu preciso de chocolate, muito chocolate...acho até que foi por essa razão que me mantive tranqüila durante todo esse feriado, mesmo sem notícias de um certo alguém aí..., engordei, por baixo, uns 10Kg e ainda tem chocolate aqui até o Natal!rs!

Terminei de ler À Mão Esquerda, de Fausto Wolff. Taí uma coisa boa que o falecido fez: esquecer esse livro na casa de Mari!! Apesar de ter ficado com meus 2 livros de Ariano Suassuna!! Não gosto nem de lembrar que tenho vontade de mandar alguém assaltar a casa dele e pegar os livros e as minhas taças de vinho!!!!! Ô ódio que tenho por ter deixado isso lá!
hahahahahhahahahahahahahahha!!!

Eu rio, mas tenho raiva de verdade!! Rio da minha idéia do assalto, só isso!

Mas, enfim...o livro é ótimo e o personagem principal também. Percival von Traurigzeit (ou Pérsio Traurig). Um trechinho para que vocês percebam um pouco como o cara funcionava:

“...Em Roma, você não pode andar na rua sem dar de cara com um conde, um barão, um príncipe, graças ao Vaticano, que durante séculos distribuiu títulos nobiliárquicos com extrema generosidade. Quem acabou com a farra foi João XXIII. Dizem que um irmão desse grande papa foi reclamar, pois também queria um título. E o pontífice gordão: ' E não te basta ser irmão do papa?'. De modo que a história de eu ser príncipe colou e o apartamentinho que aluguei em Pariolli, perto da Piazza Ungheria, vivia cheio de mulheres, exatamente como acontecia no Rio.
Um noite, ao entrar num night club de uma transversal à Piazza del Popolo, chamado Le Rouge et le Noir, encontro Amerigo, o dono, ao piano, executando literalmente uma música do Vinícius de Moraes. Me aproximo e falo da minha alegria em vê-lo tocando as minhas composições. Ninguém havia visto a cara do Vínicius, de modo que o mulherio se aproximou e fiquei cantando todo o repertório que conheço do poeta (...) Duas horas depois, do fundo da boate, vi quando ele entrou. É impressionante como sou capaz de dizer quem é brasileiro no exterior, só pelo andar. Antes que Amerigo pudesse lhe dizer que Vinícius de Moraes estava dando uma canja no seu estabelecimento, corri até o cara, que por sinal era cearense, dei-lhe um abraço e segredei-lhe ao ouvido: 'Fica na tua,bicho! O mulherio acha que sou Vinícius de Moraes. Se quiser, posso te apresentar como Tom Jobim.' O cearense não só ficou na dele como entrou na minha. Já foi gritando bem alto: 'Vinícius de Moraes! Mas que prazer encontrar o grande poeta!'. Não quis que o apresentasse como Tom porque estava esperando a esposa que chegou em seguida. Aquela noite saí da boate com Francesca, uma jovem triestina que morava em Trastevere. Gentil, recatada, bonitinha, trabalhava como atriz em fotonovelas e já havia rodado muitos quilômetros em seus vinte e oito anos....".

quarta-feira, 19 de março de 2008

Enquanto isso...



Dias cheios (ainda bem!!). Coisas acontecendo por segundo. Sem muito tempo pra pensar. Sentimentos confusos e, ao mesmo tempo, uma certeza no meio de toda essa confusão – você lá e eu cá. É justo isso? Talvez seja...afinal, descobri que não sou uma alma tão boa assim...descobri que sou capaz de tentar destruir a felicidade de pessoas que nem conheço, portanto, não me fizeram nada, só pra conseguir o que eu quero! Mas tenho uma boa justificativa: EU QUERO MUITO!!!!Ameniza minha pena??

"É só você que tem a cura pro meu vício de insistir nessa saudade que eu sinto..."

Legião Urbana

Tô com um problemão pendente na minha vida e só não resolvo por falta de coragem de viver a tal situação. Dá pra acreditar?? Encarar aquele lugar de novo, ficar do lado de tanta miséria que só via nos jornais e, que de certa forma, agora eu participo...Estou adiando ao máximo, mas sei que não pode ser pra sempre. Por um lado é bom, porque solidifico todo o problema na minha cabeça, resolvo de uma forma madura, sem mais emoções e, depois de tudo resolvido e devidamente “fichado”....mando lá pra aquele lugar!!!!

"...alma sebosa é mais barato..."
Lenine

E por falar em Lenine...eu e Mari pegamos 5 horas e meia de fila, pra conseguir ingresso pro show dele!! E ainda correndo o risco de quando chegasse a nossa vez, o ingresso ter terminado!!!Tensão...o coração apertadinho...mas conseguimos!!!!! E valeu a pena a espera, como valeu!!! O show foi excelente, sem muito papo, mas com muita música! Gosto assim, sem enrolação! E que baterista é aquele???hahahahahahahahahaha!

Paula e Martina também foram encontrar com a gente lá. A nossa sintonia continua a mesma, hein meninas??rs!!

Reencontrar Paula é sempre bom, porque percebo que o pouco contato de hoje em dia, não muda o carinho especial que tenho por ela e a admiração pela sua personalidade. Já Martina...bom, essa levou um pretendente a paquera!!rs!! Ele é gente boa, mas enfim...é o tipo dela!!hahahahahahahaha! Ai Marta, você nos faz rir muito com isso!!rs!!

Por fim, quero declarar a minha profunda tristeza, ao descobrir que o blog Som de Cor de Mim, foi excluído!! Quem vai falar coisas tão parecidas comigo?? Sorte que roubei uma poesia linda e postei aqui no blog (Será?). Mas, ao mesmo tempo, estou extremamente feliz, porque aquilo tudo vai virar livro!!! E vai ser um livro lindo, porque ela escreve como ninguém!!!

Sanka, tô orgulhosa,viu??

Nem preciso te desejar sucesso porque este já está na sua vida, com certeza!!!!

quarta-feira, 5 de março de 2008

Vários assuntos...

Sérgio.

Enfim, nos conhecemos...depois de 5 anos de conversa via Internet!!

O que eu achei dele??Um fofo!!Muito carinhoso comigo, atencioso, educado e, assim como na Internet, não pára de me abusar!!Um chato!rs!!

Antes de vir, ele disse que uma das coisas que ele queria era me ver retada (e fala o ‘retada’ com sotaque, só pra me perturbar o juízo!). E viu...algumas vezes!!

Como eu já disse em algum outro post, eu ADORO quando vem gente de outro Estado pra cá, só pra exibir minha cidade!!rs! E todos, eu disse T-O-D-O-S saem encantados e querendo voltar ou até mesmo já ficar de uma vez!!!

E não é história de pescador não, porque nem uma jangadinha eu tenho...é a mais pura verdade!! Fazer o que né, se eu mereci nascer na Bahia...

Bom, mas tá vendo só??? O assunto aqui é Sérgio e eu, fico toda besta falando de Salvador! Mas é isso...Sérgio veio, deixei o pobrezinho esperando por 3 horas no aeroporto porque não tinha como buscá-lo antes disso!!E ele jogou na minha cara a viagem inteira!!!hahahahahahahaha

Fotos?? Vixe, ele tirou pra lá de 200 e eu mais cento e tantas na minha máquina!! (já não gosto...rs). Era Pelourinho, Mercado Modelo, aniversário de Mariana, Elevador Lacerda, Solar do Unhão, Imbassaí,Praia do Forte, enfim...Só não levei na Igreja do Bonfim! Ahhhh e no túmulo de Raul Seixas!!Ele também falou disso todo o tempo!(Chaaaaaato...). Espero que dessa vez, a história de que quem não vai ao Bonfim, não volta mais aqui, não se torne verdade!!!

Deixou saudades, viu seu paulista abusado!!!rs

“Há 2 espécies de chatos: os chatos propriamente ditos e... os amigos, que são os nossos chatos prediletos.”

Mário Quintana

























-------------------------------------------------------------------------------------------------


Ponto final no 'Mais do mesmo'.

Finalmente, consegui te desvendar por completo! E você não é nada daquilo que mostra...nem perto. Ou talvez, tenha duas personalidades (será por isso que é de Gêmeos??).

Eu já postei um texto aqui sobre Desconstruções que fala de como é difícil desconstruir uma pessoa que dedicamos um sentimento verdadeiro, mas essa pessoa nem sequer existiu...pq ela se inventou o tempo todo! Mas sabe, quando estava te desconstruindo...devagar...você mesmo tratou de DESABAR!! E é isso...você foi o pior cara que eu já me relacionei, o mais sujo, o mais porco, o mais mentiroso, o mais cafajeste, o mais vil, o mais tudo de ruim. Você vai ser sempre a maior vergonha do meu passado!!

“O correr da vida embrulha tudo, a vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desenquieta. O que ela quer da gente é coragem*!”

Guimarães Rosa

* E isso eu tenho. Você vai ver...



-------------------------------------------------------------------------------------------------


...

Ainda não posso falar de você e nem mesmo escrever seu nome, mesmo sendo um nome tão comum...

Mesmo assim, pra você deixo o trecho de uma música (ainda não é hora de te dedicar uma música inteira...rs!).

“Qual é a parte da tua estrada no meu caminho??Será um atalho ou um desvio...”

Zeca Baleiro